Salve, salve, Nação Rubro-Negra do meu coração!

Antes de começar meu humilde rascunho, preciso me apresentar, por mais que eu saiba que no fundo você já me conhece:

Filho da Dona Matilde, nascido no Irajá e criado sob as bençãos do nosso Galinho, meu nome é Zé Mureta. Às suas ordens nesse espaço.

Com meus manos Galo Cego e Carlinho Tanajura, tava formado o nosso bonde do Maraca. Velhos tempos da geral, de Dona Zica, Valderrama e Santa Cruz, onde o mais cheiroso voltava pra casa com, pelo menos, um saco de mijo na cabeça.

E pra inaugurar esse nosso canto, onde a gente vai falar muito do MAIS QUERIDO (e nem ouse falar mal), o tema que eu escolhi foi esse tal de VAR (árbitro de vídeo).

Todo mundo tá acompanhando a zorra que tá esse negócio nos campeonatos do Brasil afora. Mas, como o que interessa pra gente é o Carioqueta (que já teve clássicos e hoje só tem jogo treino), precisamos falar do primeiro confronto da final, lá no EncheNão, contra o Nosso Vice Favorito.

Esse tal de VAR bagunçou o jogo! Mas nem culpo muito as telinhas e aquela galera toda na frente das TVs, de azulzinho, não. Estava na cara que o juizão estava mal intencionado! Não deixou o nosso BH, o Rei dos Clássicos, e sua perninha de saracura, pedir sua música no Show da Vida. Tenho pra mim, que isso tudo foi rancor por causa daquele famoso cumprimento do menino Pará (seu melhor momento no Maior do Mundo).

Desde aí, não se fala em outra coisa nas redes sociais. Usar ou não o VAR?

Confesso que gosto daquela coisa raiz, do suspense, daquele gol impedido aos 47… Agora, não dá para ficar olhando na hora e perguntar: E aí, cumpade, foi gol ou não foi?

Não dá pra ficar 5 minutos esperando pra comemorar! Coé, camarada? E a emoção dessa parada, onde fica?

A gente é obrigado a admitir que se for usado corretamente, é mais justo. Só tem que acertar essa parada.

Mas, convenhamos, não dá pra investir em tecnologia e deixar essa juizada mais ou menos tomando decisão sozinha! Tem que mudar geral! Nada me deixa mais bolado que juizão querendo meter a mão no meu Fla, principalmente em jogo de final!

Só espero que, pra começar, esse árbitro “VAR se catar” e fique longe do meu Mengão! E que, se forem usar mesmo esse negócio, que mudem o povo que revê os lances e decide, porque assim não vai rolar. Domingo, no Maraca, não quero ver essa coisa atrapalhando a goleada histórica que a gente vai meter no time do estádio sem água! Dessa vez, o Gabigol faz 3!

Agora, aproveita e comenta aí embaixo se você é a favor ou não desse tal de VAR.

Tamo junto, Nação! Zé Mureta na área e até a próxima! SRN.

Pensamento do dia: Quem diz que o VAR atrasa a comemoração não sabe o que é a vida de um palmeirense, que esperou 60 anos para comemorar um “Mundial”! (sic)

Canto de hoje:

Oh, meu Mengão
Eu gosto de você
Quero cantar ao mundo inteiro
A alegria de ser Rubro-Negro

Conte comigo, Mengão
Acima de tudo Rubro-Negro

Fonte:
https://colunadoflamengo.com/2019/04/ze-mureta-var-se-catar/

CURTIU A NOTÍCIA? DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite o seu nome