O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo (05) para enfrentar o São Paulo, no Morumbi, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com o time composto inteiramente por reservas, a equipe rubro-negra ficou no empate em 1 a 1 com o Tricolor, levando o gol nos minutos finais de jogo após praticamente abdicar ao ataque para segurar o resultado.

Com o empate, o Fla chegou aos quatro pontos no Brasileiro e agora se volta para o duelo com o Peñarol (URU), em Montevidéu, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores, que acontece na próxima quarta-feira (08). Os comandados de Abel Braga precisam da vitória para avançarem às oitavas do torneio continental sem depender de uma combinação de resultados no grupo.

O JOGO

A partida foi iniciada sob forte pressão do São Paulo. Sem jogadores fixos no ataque, a equipe paulista trocava os passes com facilidade e chegada com perigo ao campo de defesa do Rubro-Negro. Sem entrosamento, os reservas do Fla mal conseguiam promover uma saída de bola efetiva.

A pressão são paulina logo foi minada com o gol do clube da Gávea, em sua primeira chegada ao ataque, aos sete minutos de jogo. Em bela troca de passes no meio de campo, Hugo Moura recebeu livre na área e deu um toque por cima de Tiago Volpi para Berrío completar para o fundo da rede e abrir o placar no Morumbi.

A jogada do Rubro-Negro envolveu quase todo o setor ofensivo, com Diego tendo grande participação como organizador da jogada. O camisa 10 era então o destaque do Fla na partida, sendo fundamental para armação das tramas ofensivas da equipe.

Após o gol, o Flamengo conseguiu equilibrar mais o jogo e tinha as melhores chances na primeira etapa, com as jogadas passando principalmente por Ronaldo e Diego Ribas. O São Paulo, por sua vez, sentiu o golpe e não mais exercia a pressão vista no início do duelo, dando pouco trabalho ao goleiro César.

Na etapa complementar, os comandados de Abel Braga mantiveram a posse de bola para si, abdicando de procurar as jogadas ofensivas para se defender mais, enquanto o Tricolor tentava pressionar, mas não era efetivo. A equipe da Gávea, que perdeu Berrío no final primeiro tempo após forte choque, não tinha um homem de velocidade para os contra-ataques.

Abelão, com isso, promoveu a entrada de Bruno Henrique, na vaga do jovem Lincoln, para tentar “matar” a partida, mas a equipe permaneceu totalmente no campo de defesa. A alternativa acabou custando caro. Aos 37 minutos, César fez grande defesa na cabeçada de Hernanes, mas a bola sobrou limpa para Tchê Tchê deixar tudo igual no Morumbi.

O São Paulo ainda permaneceu no ataque após o gol, buscando a virada e se encontrando de vez na partida no segundo tempo. Com jogo mais truncando, o árbitro deu sete minutos de acréscimos, mas as duas equipes não conseguiram sair do 1 a 1.

Fonte:
https://colunadoflamengo.com/2019/05/com-time-reserva-flamengo-leva-gol-no-fim-e-fica-no-empate-com-o-sao-paulo/

CURTIU A NOTÍCIA? DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite o seu nome